Geral |13/03/2019 - 13:02 - Paulo Afonso - BA

Vereadores e Comandante da PM travam debate sobre a exclusão do BTN no Carnaval 2019

A polêmica apreensão do ‘Paredão’ do Bloco das Poderosas na terça-feira de Carnaval no Bairro Tancredo Neves foi tema de um longo debate na sessão de hoje (11), na Câmara de Vereadores de Paulo Afonso (BA), com a presença do Tenente/Coronel Carlos Humberto, comandante do 20º Batalhão da PM em Paulo Afonso (BA).

 

Para os vereadores Zé Carlos (PRB) e Mário Galinho (SD), o povo do BTN ficou sem o seu tradicional Carnaval após a ação da polícia, contudo os dois parlamentares isentaram a PM e responsabilizaram a prefeitura de Paulo Afonso por ter excluído o bairro do circuito oficial da folia. Revoltado, Galinho denominou a festa momesca de “carnaval da elite”.

 

“Vou denominar assim, carnaval da elite porque infelizmente um bairro com 53 mil habitantes não tem direito a fazer o seu arrastão, não por culpa da polícia, lembrem disso, foi culpa da secretaria (de Cultura), do secretário (Jânio Soares) que já virou palhaçada, porque 10 vezes, e eu não vou nem convocar de novo, solicitei uma convocatória para ele vir dar explicações aqui sobre gastos do carnaval, Copa Vela, São João”, reclamou Galinho.

 

O vereador questionou o município se o BTN tinha feito algo de errado para ficar fora do circuito da folia: “A secretaria da Cultura apoia o carnaval aqui no Centro, no Jardim Bahia, no Moxotó e o BTN excluíram. Estou tentando entender o que está acontecendo, o que é que o BTN fez de ruim para não ter apoio do poder público de nossa cidade”.

 

E concluiu: “Isso é irresponsabilidade, se tivessem colocado o BTN no circuito da folia, a polícia não precisava ir lá não, ia sim dar apoio a vocês.”

 

em culpar a prefeitura, o comandante Carlos Humberto argumentou que alguns critérios técnicos para se estabelecer o circuito, devem ser observados. “Todos os grandes municípios que não têm tradição no carnaval escolhem um circuito em área comercial justamente para evitar poluição sonora, perturbação do sossego”.

 

Continuou: “Quando eu promovo arrastão ou interdição de vias em qualquer lugar do mundo é necessário que o poder municipal estabeleça critérios…O circuito do BTN não foi estabelecido por falta de organização do povo do BTN e por falta de demanda para justificar investimento público.”.

 

vereador Zé Carlos, que é morador do BTN, não concordou com os argumentos do comandante. O parlamentar disse que o povo do BTN tem sim o direito de realizar o seu carnaval:

 

“O povo do BTN tem direito sim a essa festa. Eu já falei aqui que eu não gosto de carnaval, eu gosto de ficar em minha casa, no meu sossego, mas eu não posso cessar o direito daqueles que gostam, porque quando o povo elege o vereador ou o prefeito, ele elege para que se resolva os problemas da comunidade, então o que eu estou trazendo aqui é o anseio da comunidade. A maior parte do percurso do carnaval (do BTN) é em área comercial.”

 

 



pa4


Notícias Anteriores --> Geral

Curta Nossa Página!!

Frase da Semana

pauloafonso.com

Paulo Afonso - BA
O pauloafonso.com informa que não tem vínculo político nem partidarista, bem como é imparcial na veiculação das matérias, banners publicitários e notícias publicadas.

Copyright @pauloafonso.com 2016. Todos os direitos reservados.
Rua Monsenhor Silveira 270, Bairro São José Aracaju-SE, CEP 49015-030